Convocatória para projetos Sul-Sul de Mercocidades: CONSULTAS ATÉ O 15 DE AGOSTO

13/07/2017

O Programa de Cooperação Sul-Sul de Mercocidades convida aos governos locais membro da Rede a apresentarem projetos de cooperação em resiliência e inclusão social, para seu co-financiamento. As cidades candidatas poderão solicitar até 7 mil dólares como máximo e terem como entidades sócias a outros governos locais, universidades e organizações não-governamentais da região. O período de consultas permanecerá aberto até o dia 28 de julho 15 de agosto próximo e as candidaturas poderão ser realizadas até o dia 31 de agosto de 2017.


Esta primeira edição da convocatória, para obtenção de financiamento, está pensada para projetos nas seguintes modalidades:

Assistência Técnica
Intercâmbios de expertas/os e de funcionárias/os
Estágios
Fóruns/Seminários/Oficinas
Capacitação de Recursos Humanos
Elaboração de produtos de difusão e ferramentas de comunicação

Poderão se candidatar governos locais membros e Estados associados À Mercocidades, assim como entidades acadêmicas da Associação de Universidades Grupo Montevidéu e Organizações da Sociedade Civil da região. 

As propostas deverão contribuir em algum dos temas priorizados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, na Nova Agenda Urbana e nos objetivos estratégicos de Mercocidades, com ênfase em resiliência e inclusão social.

Os projetos poderão ter uma duração máxima de 12 meses, podendo se prorrogar sua execução por razões justificadas por mais 6 meses. A subvenção solicitada não poderá exceder aos US$ 7.000 (dólares estadunidenses). O programa financiará, como máximo, até 50% dos custos totais do projeto.

Como orientação, a convocatória reúne os princípios da Cooperação Descentralizada (CD), da Cooperação Sul-Sul e os da Eficácia da Ajuda, segundo se detalham a continuação:

Os da Cooperação Descentralizada:
• Arraigo territorial dos atores
• Horizontalidade
• Reciprocidade: interesse e benefícios mútuos
• Multidirecionalidade
• Surgimento de novos instrumentos

Os da Cooperação Sul-Sul:
• Horizontalidade. Independentemente das diferenças do nível de desenvolvimento se estabelece uma colaboração entre iguais.
• Consenso entre as partes – Equidade.
• Benefícios equitativos entre todos os sócios.
• Valorização dos resultados qualitativos.

Os da Eficácia da Ajuda:
• Apropriação.
• Alinhamento.
• Articulação.
• Gestão orientada a resultados.
• Mútua responsabilidade.

Acesse às Bases da Convocatória Sul-Sul, a um documento com mais informação sobre as modalidades de candidatura e ao Formulário de apresentação.

Realize suas consultas Aqui.

Esta convocatória se realiza com fundos próprios de Mercocidades e recebe apoio financeiro do Banco Interamericano de Desenvolvimento e Agȇncia Uruguaya de Cooperação Internacional.